5 regras de ouro sobre economia doméstica

Toda pessoa que pensa em economizar dinheiro acaba enfrentando o maior problema nessa história – que é, justamente, economizar dinheiro. Nem todas as pessoas conseguem aderir ao hábito de diminuir despesas e poupar dinheiro, e acabam tendo de lidar com repetitivos “rombos” no orçamento, fazendo verdadeiros malabarismos para pagar as contas no final do mês.

O objetivo deste artigo é, justamente, fornecer algumas dicas importantes de economia doméstica, com o intuito de estabelecer um planejamento, poupar dinheiro e conseguir deixar o seu orçamento no verde.

Dica 01: planeje os gastos familiares

 

planeje os gastos familiares

Já que estamos falando de economia doméstica, a dica número 1 é mapear os gastos de toda a família. O melhor jeito de estabelecer um orçamento doméstico é saber quanto se ganha e quanto se gasta no grupo familiar. Assim, é possível fazer um planejamento de entrada e saída de recursos sem levar sustos no final do mês.

Existem inúmeros aplicativos para telefones (como o GuiaBolso e o Gerenciador Financeiro Mobillis) que ajudam nessa tarefa. Esses apps permitem criar orçamentos e fazer um mapeamento detalhado de receitas e despesas, tornando essa tarefa até mesmo divertida.

Dica 02: salve 10% de seu salário

salve 10% de seu salário

Essa é uma das dicas mais primordiais de economia doméstica: salve 10% de seu salário e construa um “fundo de emergência”. Esse fundo é especialmente importante para momentos de despesas inesperadas, como um defeito no automóvel ou uma obra emergencial a ser realizada no seu imóvel.

Sempre que receber o seu salário, separe 10% do valor e deixe guardado, seja no banco, em alguma caixinha ou até mesmo embaixo do colchão. Use essa reserva somente para emergências – se não houver nenhuma, deixe lá, guardado. Vá juntando os 10% e, quando você menos esperar, terá um relevante fundo de emergência.

Dica 03: pague as contas

 

pague as contas

O melhor jeito de otimizar o seu orçamento doméstico é não protelar o pagamento de contas. O pagamento em dia das faturas traz uma série de benefícios, como:

  • Evita os juros;

  • Evita as multas;

  • Paga apenas o valor das faturas, sem maiores adicionais.

Isso representa um grande diferencial para o seu plano de economia doméstica.

Dica 04: não ignore os pequenos gastos

 

não ignore os pequenos gastos

O cafezinho no meio da tarde naquele bistrô, o cigarrinho varejo no final do expediente e aquele docinho na padaria no meio do caminho para o trabalho fazem toda a diferença na hora de cumprir o orçamento doméstico. Se você está pensando em técnicas de economia doméstica, não deve ignorar os pequenos gastos do cotidiano.

Volte para a dica 01 e use aqueles aplicativos para monitorar os seus pequenos gastos diários. Fixe um orçamento e siga-o à risca.

Dica 05: cozinhe!

 

cozinhe

As maiores despesas em qualquer orçamento doméstico são as refeições em restaurantes. Sempre que puder, evite comer fora e cozinhe. Esse é um dos principais modos de conseguir economizar dinheiro e cumprir com o seu planejamento.

Se você tem o hábito de almoçar fora (em razão, por exemplo, do trabalho), coloque na ponta do lápis (ou nos aplicativos da Dica 01) o quanto você gasta por dia somente comendo fora. Considere a possibilidade de cozinhar em casa – além de ser uma importante ferramenta de economia doméstica, ainda é um hábito um tanto quanto terapêutico.

Читайте также

Dicas de limpeza para o seu banheiro

Confira 15 dicas sobre economia doméstica

Faxina domestica: confira dicas para fazer uma em duas horas

Aromatizador de ambiente com varetas: Confira como fazer

Festa de Halloween: Confira dicas para preparar a sua festa